Jogon Santos
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
ContatoContato
Textos

CASTIGO POR CALÚNIA
  “Existiu em um reino muito antigo um rei  que primava pela justiça, Yeshua, que jamais permitia uma condenação sem que a culpa do acusado fosse realmente comprovada.

O reino possuía um cobrador  de impostos, Bolsonada, que era de total confiança do monarca e que arrecadava grande valor mensalmente, e entregava a seu soberano.

Esse cobrador era invejado por um súdito, Viutiziu, também próximo a realeza e que ambicionava tomar-lhe o cargo, como também desfrutava da confiança do rei, resolveu espalhar um boato que o cobrador surrupiava, na calada, algo do dinheiro que arrecadava.

Em poucos dias todos os súditos ficaram sabendo até que a notícia, de boca em boca, chegou aos ouvidos do rei que resolveu conferir a apuração e constatou que seu cobrador era fiel e honesto.

O rei resolveu então perguntar desde o último que lhe comunicou até o primeiro quem lançou a calúnia e assim descobriu que Viutizil era o caluniador.  Chamou-o à sua presença e resolveu aplicar-lhe uma pena de morte, mas dando-lhe uma oportunidade de refazer o seu erro e assim livrar-se.

Então mandou que ele escrevesse o nome do caluniado em uma folha de papel, levou-o a mais alta das torres de seu Castelo e mandou que ele picasse o papel em mil pedaços.

Viutizil achando que a pena era somente essa e, portanto fácil de ser cumprida, imediatamente executou a ordem.

Quando terminou, o rei lhe disse:
-  Agora atire todos esses papeizinhos pela janela.
Ele apressadamente o fez e o vento se encarregou de espalhar por todo reino.
Então disse o Rei:
-  Você terá todo o restante do dia de hoje para recolhe-los e recompor o nome do Bolsonada, se  não conseguir será decapitado."

Preciso contar o fim da história?

(Qualquer semelhança com fatos atuais ocorridos no Brasil, atualmente deverá ser considerada mera coincidência)

(Esse conto eu trago de minha infância e foi contato por uma professora em sala de aula, de modo que o autor me é desconhecido)

Jogon Santos
Enviado por Jogon Santos em 31/10/2019
Alterado em 31/10/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras