Jogon Santos
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
ContatoContato
Livros à Venda

ZÉ NINGUÉM, RETALHOS DE UMA VIDA
Autor: 
Jogon Santos

Editora: Livre Expressão
Ano: 2010
Páginas: 167
Tipo: impresso
Preço: R$40.00
Sinopse:
A obra narra a saga de José, um cidadão comum, nascido em família pobre em um subúrbio distante do Rio de Janeiro, tem uma infância conturbada e vivencia muita violência familiar, mas ao longo de sua vida demonstra que não permitiu que isso influenciasse negativamente seu caráter nem sua personalidade.
A narrativa se desenrola desde seu nascimento, passando pela adolescência e redundando, na idade adulta, em um romance intrigante, singular e inusitado. O protagonista é um homem igual a tantos outros e, justamente por isso deveras apaixonante.
Ao lermos Zé Ninguém, entendemos como são boas as coisas simples da vida e colocamo-nos em seu lugar em grande parte das aventuras vividas, das reflexões feitas, dos sentimentos descritos. Por isso a leitura é leve, descontraída e tão próxima de nós – seres humanos comuns.
Todos, somos com raras exceções um pouco desse personagem do livro, meio - ”Zés” Ninguém aos olhos do mundo e por isso ele nos é tão semelhante, um velho conhecido – e nos traga também boas lembranças daquilo que vivemos ou do que desejamos viver.
Percebe-se, segundo as reflexões do autor, a mensagem implícita, que a simplicidade é o segredo, o caminho e que quando agimos com o coração já temos meio caminho andado para que tudo se torne realidade em algum momento no futuro.
Ao final deparamos com a revelação que se contrapõe ao título justificando, assim, sua razão.
 
DORALICE
Autor: 
Jogon Santos

Editora: Autografia
Ano: 2019
Páginas: 197
Tipo:
Preço: R$35.00
Sinopse:
Ao contar a história de Doralice, uma mulher linda, guerreira
e bondosa como poucas, o autor mostra como o medo
pode influenciar a formação de uma criança e suas futuras
ações e reações na vida adulta. Muitas vezes o mais sublime e
importante entre os sentimentos que nos são comuns, o amor,
pode não conseguir se manifestar em sua plenitude, bloqueado
em nossa mente por experiências desagradáveis, vistas ou
vivenciadas durante a infância. Quando o consegue pode ser
também de modo extremo, fazendo com que nosso orgulho
nos coloque acima do amor que sentimos atendendo ao nosso
amor próprio e nos levando a perder a capacidade de perdoar
e até ao desejo de vingança.
Este é um romance que convida à reflexão sobre o comportamento
das pessoas no passado quando a falsa moral predominava,
mas que nunca deixará de ser atual em sua essência,
pois ainda que o ser humano consiga sobreviver por séculos,
jamais se libertará de seu instinto e de seus temores

Site do Escritor criado por Recanto das Letras